Publicada em 07/05/2018 às 13h31. Atualizada em 07/05/2018 às 13h57

A Saúde do Trabalhador e as Contribuições do Terapeuta Ocupacional

Confira a segunda parte do especial em homenagem ao mês do trabalhador.

CONTEÚDO HOMOLOGADO Bahiana
Compartilhe

Leia também: Desafios à Saúde do Trabalhador 

As ações de Saúde do Trabalhador visam à redução dos acidentes e das doenças relacionadas ao trabalho, mediante a execução de ações de promoção, reabilitação e vigilância à saúde do trabalhador. Essas ações são executadas por equipes multidisciplinares que incluem o terapeuta ocupacional.

De modo geral, as contribuições do terapeuta ocupacional, especificamente para a saúde do trabalhador, se dão no âmbito individual e coletivo. As intervenções incluem procedimentos de promoção da saúde, avaliação da funcionalidade e desempenho ocupacional para o trabalho, tratamento, reabilitação, elaboração e indicação de tecnologia assistiva, análise e intervenção no ambiente, propondo mudanças ou adaptações nos postos de trabalho, acompanhamento de retorno ao trabalho, inclusão no mercado de trabalho, implantação de programas de prevenção de incapacidades, proposição de políticas públicas.

O terapeuta ocupacional pode atuar junto a pessoas com dificuldades, incapacidades (temporárias ou permanentes) ou deficiências provocadas por acidente ou doença relacionada ao trabalho, como a LER/DORT e os seus efeitos; depressão; transtorno de ansiedade etc.

"O terapeuta ocupacional pode atuar junto a pessoas com dificuldades, incapacidades (temporárias ou permanentes) ou deficiências provocadas por acidente ou doença relacionada ao trabalho..."

A Reabilitação de Mão é uma das áreas de atuação do terapeuta ocupacional que tem contribuído de forma significativa para o tratamento e reabilitação de trabalhadores, cuja proposta é oferecer tratamento terapêutico, visando reabilitar ou melhorar a capacidade funcional do cliente e, consequentemente, seu desempenho nas atividades laborativas, da vida diária e lazer. 

Inaugurado em setembro de 2016, o Serviço de Reabilitação de Mão, da Clínica de Terapia Ocupacional, da Bahiana Saúde, em Brotas, já atendeu um total de 163 pacientes. Desse total, 20,47% apresentam sequelas de acidentes de trabalho grave provocados durante o manejo de máquinas ou por material perfurocortante que afetaram nervos, tendões e artérias, fraturas múltiplas e amputações. A maioria dessas pessoas está numa faixa etária de 24 a 40 anos e é do sexo masculino.

Diante desse cenário é fundamental refletir que muito mais que focar na produtividade do trabalhador, é mister criar condições e estratégias, em conjunto com o trabalhador, para que os processos e ambientes de trabalho formem um cenário de promoção de vida saudável e não de adoecimento.

Referências:

BRASIL. Lei 8213/91.Disponivel em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8213compilado.htm>. Acesso: 26 abr. 18.

BRASIL. Ministério da Saúde/SVS. Boletim Epidemiológico. Vol. 48. Nº 18. Vigilância em Saúde do Trabalhador: um breve panorama. 2017. Disponível em: <http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2017/junho/23/2017-005-Vigilancia-em-Saude-do-Trabalhador.pdf>. Acesso: 26 abr. 18.

BRASIL. DATASUS/SINAN

Compartilhe

Saiba Mais

     

    Redes Sociais