Publicada em 09/01/2019 às 08h44. Atualizada em 09/01/2019 às 09h58

Como funciona o fator de proteção nos filtros solares de pele?

Saiba como proteger sua pele na estação mais quente do ano.

CONTEÚDO HOMOLOGADO Bahiana
Compartilhe

“Já pintou verão, calor no coração...”, na mente, no corpo e na pele! As altas temperaturas do verão levam as pessoas a procurarem praias e piscinas para se refrescar. As roupas de banho ajudam a amenizar os efeitos do calor, mas deixam a pele desprotegida dos raios solares. Vamos entender como funcionam os famosos protetores solares?

iSaúde Brasil – O que é e quais os tipos de proteção solar para a pele?

Nadjane de Paula – A fotoproteção é uma condição importante para evitar os fotodanos causados pela exposição solar. Sabe-se que o uso do protetor solar, além do uso de chapéus com abas largas e roupas com tecido à prova de raios ultravioleta, reduz a exposição solar, responsável por danos que vão desde o fotoenvelhecimento até o câncer de pele.

A Radiação Ultravioleta (R-UV) representa 10% do total da radiação solar que atinge a atmosfera terrestre, sendo dividida em radiação UV-A, UV-B e UV-C. A radiação UV-A ainda é dividida em: UV-A1, UV-A2.

Os filtros solares podem ser compostos por ativos orgânicos e inorgânicos, sendo filtros orgânicos ou filtros químicos e filtros inorgânicos ou filtros físicos, respectivamente.

Os filtros químicos absorvem os raios ultravioletas, e os filtros físicos promovem reflexão dos R-UV.

iSaúde Brasil – Como saber se um protetor solar oferece a proteção indicada na embalagem?

Nadjane de Paula – Existem requisitos de segurança que são regulados pela ANVISA, e um filtro solar, para ser produzido, necessita apresentar um Estudo Toxicológico Tópico e Sistêmico, avaliação da permeabilidade cutânea, grau de segurança de matéria prima etc., conforme legislação da ANVISA (RDC 30, DE 2012).

iSaúde Brasil – Qual é o órgão que regulamenta e inspeciona a venda de filtros solares no Brasil?

Nadjane de Paula – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) é o órgão responsável por essa etapa.

iSaúde Brasil – Como agem os filtros solares com proteção UVB? E como agem os com proteção UVA?

Nadjane de Paula – O UVB é medido pelo FPS, que determina proteção contra queimadura solar. Enquanto o UVA é medido pelo PPD e deve corresponder a 1/3 do FPS, oferecendo proteção contra pigmentação persistente. 

iSaúde Brasil – Na prática, qual é a diferença entre protetor e bloqueador solar?

Nadjane de Paula – O uso do termo “bloqueador solar” deve ser evitado, pois pode sugerir proteção total, sendo o uso do termo “filtro solar” mais adequado.

iSaúde Brasil – As camisas com fator de proteção são eficazes? É necessário fazer o uso do filtro solar em conjunto? 

Nadjane de Paula – A proteção mecânica, através do uso de roupas e chapéus contra R-UVA e UVB é a primeira escolha, sendo necessário, entretanto, aplicar o filtro solar nas demais áreas que permanecerem expostas ao sol.

Roupas com Fator de Proteção Ultravioleta (FPU) 15 e 20 oferecem boa proteção; roupas com FPU 20 e 30 oferecem ótima proteção e roupas com FPU 40, 50 e 50+ permitem excelente proteção, bloqueando mais de 97% da R-UV.

É importante ressaltar a necessidade de reaplicação do filtro solar a cada 2 horas, após sudorese intensa ou banho.

iSaúde Brasil – Crianças menores de 6 meses podem usar filtro solar?

Nadjane de Paula – Em crianças menores de 6 meses, deve ser evitado, exceto, se houver indicação médica.

O ideal para lactantes é o uso de roupas com proteção, de confecção mais fechada e cores escuras, pois absorvem mais os RUV por terem mais corantes. A exposição ao sol deve ser moderada e em horários adequados.

iSaúde Brasil – Qual horário se deve evitar exposição solar?

Nadjane de Paula – Deve-se evitar exposição solar entre 10h e 16h.

iSaúde Brasil – Diante de tantas opções que o mercado oferece, quais características se deve levar em consideração na hora de escolher um protetor solar?

Nadjane de Paula – Um protetor ideal seria aquele que protege contra R-UVA e R-UVB, com fator proteção 30 ou mais, fotoestável, PPD alto, resistente à água, de fácil aplicação, rápida absorção e veículo compatível com o tipo de pele, podendo ter em sua formulação a associação de alguns antioxidantes.

A depender do tipo de pele, o veículo na formulação do filtro solar pode variar de gel, gel creme, mousse ou fluido spray. Os géis e géis creme têm indicação em peles oleosas ou acneicas. Os mousses são adequados para a área da barba ou região do corpo com muito pelos, spray e aerossóis são de fácil aplicação em grandes áreas corporais.

Compartilhe

Saiba Mais

     

    Redes Sociais