Publicada em 18/12/2018 às 14h18. Atualizada em 19/12/2018 às 12h12

Culote? É possível se livrar desse acúmulo de gorduras com procedimentos estéticos?

Confira artigo com o cirurgião plástico Dr. Victor Pochat.

CONTEÚDO HOMOLOGADO Bahiana
Compartilhe

O culote é o acúmulo de gordura na região lateral da coxa. Ele se tornou um problema comum entre as mulheres, sendo alvo de diversas reclamações. A sua origem começa na adolescência, pois uma das suas causas são os hormônios, além da herança genética e das lipodistrofias (acúmulos irregulares de gordura).

A primeira recomendação para tratar o culote se refere à alimentação e a exercícios. Deve-se evitar alimentos muito gordurosos e investir em frutas e legumes, além de consumir bastante água. Já os exercícios devem ser uma combinação de aeróbica com exercícios específicos para perna e coxa.

Uma boa alternativa é criar uma rotina de exercícios aeróbicos e localizados de alta intensidade e intervalar. Entretanto, tem vezes que apenas a mudança de hábito alimentar e a prática de atividades físicas não são suficientes. Por isso, as mulheres podem apostar em alguns tratamentos. 

Radiofrequência

A radiofrequência atua através de um calor profundo nas células adiposas, resultando na eliminação de gordura localizada. O tratamento também melhora a corrente sanguínea e oferece mais firmeza à pele. Os resultados aparecem de forma progressiva de 7 a 10 sessões.

Lipocavitação

A Lipocavitação é uma prática que ocorre através de um aparelho que atua com ondas ultrassônicas, promovendo a eliminação da gordura. São necessárias 10 sessões para aparecer o resultado. Ele deve ser otimizado com a drenagem linfática e a prática de atividades físicas aeróbicas.

Massagens

Para reduzir o culote, a drenagem linfática pode ser uma saída. A técnica contribui na eliminação de toxinas e líquidos que podem aumentar a região lateral da coxa. A massagem redutora também é uma técnica de massagem com movimentos intensos que ajuda a eliminar toxinas e manipula as células de gordura.

Carboxiterapia

Nesse procedimento, injeta-se CO2 sob a pele para auxiliar no aumento do fluxo e circulação sanguínea. Assim, há eliminação das toxinas e liberação de ácidos graxos, reduzindo o inchaço e promovendo uma quebra nas células que armazenam gordura. Como resultado, além da diminuição do culote, temos uma pele mais rígida.

Lipoaspiração

Essa é a medida indicada nos casos de grande acúmulo de gordura, quando o tratamento estético não oferece potencial melhora. Essa é uma solução quando os tratamentos alternativos e as atividades físicas já não surtem efeitos. A eliminação da gordura é realizada através de cânulas e livra você de vez do culote indesejado, proporcionando um corpo bem contornado.

Compartilhe

Saiba Mais

     

    Redes Sociais