Publicada em 16/10/2018 às 14h41. Atualizada em 16/10/2018 às 15h25

Diabetes gestacional: saiba com se prevenir desse mal

A diabetes gestacional pode promover um aumento no tamanho do feto, dificultando na hora do parto além de aumentar o risco do pequeno ter hipoglicemia logo após o nascimento.

CONTEÚDO HOMOLOGADO Bahiana
Compartilhe

A diabetes gestacional pode ser facilmente diagnosticada em gestantes que nunca tiveram histórico dessa doença. Ela ocorre quando há no sangue uma quantidade de açúcar durante a gravidez além no normal, isso acontece quando o pâncreas de algumas mulheres não consegue fabricar insulina (hormônio responsável pelo controle do nível de açúcar no sangue) suficiente para atender a demanda necessária da futura mamãe e seu bebê.

Esse controle do nível de açúcar no sangue é muito importante, pois assim a mamãe consegue oferecer a quantidade certa de glicose para o bebê, do contrário, o organismo dele pode começar a fabricar insulina, isso acarretaria complicações diversas, podendo ele passar por uma má formação.

A maioria das futuras mamães engordam quilos além da conta, isso ocorre em média com dois terço das gestões. Segundo os especialistas um dos efeitos para que isso aconteça é psicológico, pois as gestantes sentem mais vontade de comer, dando vazão ao velho ditado de que “grávida como por dois” e não é bem assim! Dobrar a quantidade de alimentos está errado, mesmo porque o feto não carece da ingestão do dobro de calorias.

O próximo item que leva as mulheres se liberarem são as questões fisiológicas. Segundo os endocrinologistas, os hormônios gerados pela placenta aumentam a capacidade de armazenar dos adipócitos, essas células são responsáveis por estocarem a gordura ingerida pela mamãe.

Normalmente a taxa de açúcar no sangue da mãe tende a se normalizar após o parto, quando isso não acontece, e a mulher for diagnosticada com diabetes, ela deve ter atenção à sua nova alimentação, excluindo o açúcar de sua dieta e passando a consumir mais alimentos integrais e diminuir os carboidratos.

Tenha sempre a sua ginecologista por perto, através dela e possível identificar e acompanhar através de exames a taxa de açúcar no sangue da mamãe. Um endocrinologista vai super bem durante o processo da gravidez também.

Compartilhe

Saiba Mais

     

    Redes Sociais