Publicada em 31/12/1969 às 21h00. Atualizada em 08/09/2011 às 20h52

Nutrição = Matemática? Conheça essa conta.

Aprenda com a nutricionista Cristiane Lázaro a equilibrar a entrada de calorias e saiba mais sobre seu metabolismo.

CONTEÚDO HOMOLOGADO Bahiana
Compartilhe

Outro dia uma amiga fez a seguinte pergunta:

- O que preciso fazer para comer as coisas gostosas sem engordar?

- Queimar calorias praticando atividade física! – eu disse.

- Mas eu sou preguiçosa para praticar atividade física e ainda por cima sou gulosa! E chocólatra!

- Aí fica complicado, não é amiga?! Ainda mais porque você já passou da barreira dos 30 anos e já começa a constatar que não consegue mais perder os quilinhos extras com facilidade!

Com o passar dos anos, nosso organismo começa apresentar várias modificações decorrentes do envelhecimento e isso se reflete drasticamente no nosso metabolismo. Mas não fique pensando que esse “envelhecimento” acontecerá na sua vida apenas quando os cabelos brancos aparecerem. Ledo engano!

Aos 25 anos a mulher atinge o “auge” em metabolismo, pois além dos hormônios estarem a todo vapor, ainda não ocorre perda de massa muscular. Tal situação pode durar até os 30 anos, se você praticar atividades físicas. Quem precisa emagrecer também tem uma resposta mais rápida do organismo, período em que o corpo responde eficazmente ao exercício (saudades dessa época...rs!!). Uma coisa é fato: sendo aos 28, 30 ou 33 (a minha fase dourada foi até os 33 anos), essas modificações chegam para todos e todas! A partir daí a perda de massa óssea atinge cerca de 1% ao ano e começa a ficar mais fácil acumular gordurinhas do que massa muscular.

Aí como é que fica?! Uma evidente continha de matemática. Pense o seguinte: o raciocínio é parecido com um orçamento doméstico!

Ah, mas então vou procurar um médico, porque devo estar com algum problema metabólico – disse minha amiga
Ok! Você pode até procurar um endocrinologista ou um clínico para fazer um check-up, mas algumas pesquisas científicas já comprovaram que apenas 1% das pessoas obesas apresenta algum distúrbio que dificulta o controle do peso.

Portanto caro leitor, nos resta a seguinte opção: gastar mais calorias ou economizar, controlar as que estão entrando.
E aqueles que reclamam que não engordam? Seria ótimo se pudéssemos plugar um cabo USB na gente e transferir nossas calorias extras daquele aracajé com chopinho para eles, não é?!

Compartilhe
Serviços Gratuitos
  • Ambulatório Docente-Assistencial da Bahiana - ADAB
    Tel.: (71) 3276 8200
    Av. D. João VI, 275, Brotas, Salvador, Bahia, CEP. 40.290-000

  • Centro de Estudos e Atendimento Dietoterápico - Cead
    Universidade do Estado da Bahia - UNEB
    Tel.: 71 3117-2200, Rua Silveira Martins, 2555, Cabula,Salvador,Bahia, CEP: 41.195.001

  • Consultório Dietético
    Escola de Nutrição da Universidade Federal da Bahia
    Tel.: (71) 3283-7714 / 7700
    Av. Araújo Pinho, nº32, Canela, Salvador, Bahia
 

Redes Sociais