Publicada em 23/01/2019 às 11h17. Atualizada em 25/01/2019 às 10h43

Por um 2019 repleto de propósito

Você trabalha por prazer ou apenas para ganhar dinheiro para pagar as contas? Que tal aprender mais sobre si mesmo utilizando o método japonês IKIGAI?

CONTEÚDO HOMOLOGADO Bahiana
Compartilhe

Basicamente, existem dois grupos de pessoas no ambiente de trabalho. De um lado, um grupo composto por milhões de pessoas que esperam ansiosamente pela sexta-feira e se sentem absolutamente frustradas quando chega o fim do domingo. Provavelmente você deve conhecer alguém que faça parte deste grupo, ou até mesmo você pode estar dentro desta realidade. Para estas pessoas, trabalhar é realmente um grande trabalho e representa um sacrifício enorme. Estas pessoas tendem a ser menos motivadas, menos engajadas e menos produtivas. São pessoas que estão absolutamente desconectadas daquilo que fazem. Estas pessoas esperam o final de semana para poder viver, enquanto sobrevivem durante a semana. 

Por outro lado, existe um grupo altamente engajado e comprometido com o que faz. Um grupo que encara seu trabalho como um prazer e faz a diferença no mundo através dele. Estas pessoas são muito mais motivadas, felizes e produtivas. Neste grupo, o trabalho é uma verdadeira manifestação dos valores pessoais de cada um. Segundo o instituto Gallup, apenas 13% das pessoas estão realmente fazendo parte deste grupo.

Qual a diferença principal entre estes dois grupos? O propósito. O primeiro grupo é robótico, automático e mecânico. O segundo grupo é repleto de sentido e significado. O primeiro grupo está pensando apenas no que faz e como vai fazer. O segundo grupo está conectado com o porquê faz o que faz e por isso colhe benefícios extraordinários.

Para nos conectarmos com nosso propósito e fazermos parte do segundo grupo, precisamos olhar pra dentro em um mundo que nos convida a olhar pra fora o tempo todo. O propósito emerge da conexão com a essência e se manifestas por meio das nossas atitudes e comportamentos. O nosso propósito é a maneira singular pela qual desejamos fazer a diferença no mundo. Quando estamos conectados com nosso propósito, nos sentimos mais fortes, motivados e felizes, além de termos mais resiliência e performance nas nossas atividades. Nosso propósito representa nossa razão de ser. Quando estamos desconectados do nosso propósito, estamos desconectados da nossa verdadeira natureza.

"O propósito emerge da conexão com a essência e se manifestas por meio das nossas atitudes e comportamentos."

Mas a grande pergunta é: como podemos encontrar nosso propósito? Primeiro, precisamos entender que é impossível encontra-lo, afinal, ele já nos encontrou. Não se trata de encontrar o propósito, mas sim de reconhecê-lo dentro de nós. Como podemos fazer isso? Através do autoconhecimento. 

Existe um método capaz de nos ajudar a reconhecer nosso propósito – o método IKIGAI. Em japonês, IKIGAI significa razão de ser ou propósito de vida, a razão pela qual acordamos todos os dias. Nosso IKIGAI mora na intersecção de quatro dimensões da nossa vida: o que amamos fazer, o que fazemos com excelência, o que serve ao mundo, e como podemos ser remunerados por isso. Portanto, quando estamos trabalhando com aquilo que amamos de verdade, realizando as atividades da melhor forma através dos nossos talentos reais, servindo ao mundo de forma positiva e ainda sendo remunerados por isso, estamos vivendo nosso IKIGAI. 

Para reconhecermos e vivermos nosso IKIGAI, precisamos nos conectar com quem somos de verdade, nos livrar dos padrões impostos e assumir o protagonismo da nossa vida. Afinal, todos nós nascemos para fazer parte de algo maior que nós mesmos. De alguma forma, o desejo de fazer parte de algo maior está no nosso DNA. E o grande segredo é compreender que nosso trabalho pode ser um meio para isso. Podemos e devemos construir nosso legado por meio do nosso trabalho, através dos nossos talentos e paixões. Entre ser a diferença que você deseja ver no mundo e ganhar dinheiro, você pode ficar com os dois.

Agora, cabe a você mergulhar no seu mundo interior e refletir: qual é a mudança que você deseja causar no mundo ao seu redor? Como você deseja ser lembrado? Quais são os seus principais pontos fortes e como eles podem servir às pessoas? Que marca você deseja deixar na vida das pessoas através da sua existência? 

Pare. Reflita. Respire. Conecte-se a sua intuição e construa uma vida com significado através do seu IKIGAI. Leve a sua mensagem para o mundo, defenda a sua causa, lute pelo que acredita e protagonize sua própria transformação. E lembre-se: o sentido da vida é uma vida com sentido.

 

Palavras Chave:

Compartilhe

Saiba Mais

     

    Redes Sociais