Publicada em 12/12/2012 às 00h00.

Você sabia que a homeopatia pode tratar o paciente com Enxaqueca?

A homeopata Ana Paula Ferreira explica sobre os tratamentos oferecidos pela homeopatia para esse sintoma.

CONTEÚDO HOMOLOGADO Bahiana
Compartilhe

"A enxaqueca é uma desordem caracterizada por uma dor que ocupa principalmente um dos lados da cabeça, acompanhada de náuseas, vômitos e acessos irregulares". 

A enxaqueca é uma desordem caracterizada por uma dor que ocupa  principalmente um dos lados da cabeça, acompanhada de náuseas, vômitos e acessos irregulares. Pode iniciar com uma turvação da vista. A dor incomoda muito, é martelante e aumenta com grande intensidade onde o doente tende a fugir de ruídos e de luz, ficando acamado. Geralmente vem acompanhada de enjoos e vômito. No final da crise, frequentemente ocorre um sono reparador. Esses acessos podem ser anuais, mensais, semanais ou até diários. 

A origem exata é praticamente desconhecida. Pode estar ligada a problemas digestivos, onde, no processo da digestão, ocorre a liberação de toxinas e que provavelmente promovem o início da crise. A dor de cabeça afeta 75% da população mundial, entre 18 e 75 anos e, alguns adultos (1,7-4%) sentem a dor em 15 ou mais dias de cada mês, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS).

"Os medicamentos alopáticos são medicamentos químicos, enquanto os homeopáticos são preparados através de técnicas homeopáticas, onde o medicamento é diluído e dinamizado, na proporção desejada, várias vezes, até atingir a dinamização prescrita". 

 

Dores de cabeça são muito sérias e também podem ocorrer devido a uma crise de hipertensão, o que exige avaliação e acompanhamento médico, pois pode ser um indicativo de que a pressão está alterada. Após a avaliação clínica e diagnosticada a enxaqueca, o paciente então poderá ser medicado corretamente caso a caso. O tratamento pode ser alopático ou homeopático, alguns prescritores preferem fazer ambos paralelamente. Os medicamentos alopáticos são medicamentos químicos, enquanto os homeopáticos são preparados através de técnicas homeopáticas, onde o medicamento é diluído e dinamizado, na proporção desejada, várias vezes, até atingir a dinamização prescrita. 

 

A homeopatia trata o doente e não a doença. Através de estímulos do tratamento homeopático, o próprio organismo desenvolve um sistema de defesa, fortalecendo a imunidade. Com o decorrer do tratamento, as crises  tornam-se menos intensas e mais espaçadas, evoluindo para a cura em certos casos, completa.
 
O tratamento e as doses de medicamentos homeopáticos devem ser estabelecidos caso a caso pelo médico homeopata, e o tratamento deve ter um acompanhamento clínico para avaliação  da evolução do paciente.

Compartilhe
 

Redes Sociais