Publicada em 22/03/2013 às 00h00. Atualizada em 22/03/2013 às 12h27

Corpo, mente e fluxo energético?

Você já ouviu falar em análise bioenergética? Conheça mais sobre o assunto com a entrevista da terapeuta bioenergética Cristina Piauhy.

CONTEÚDO HOMOLOGADO Bahiana
Compartilhe

Desenvolvida pelo psicanalista americano Alexander Lowen (1919 a 2008), a bioenergética é uma linha psicoterapêutica que tem como base as ideias de Wilhem Reich (1897 a 1954). Ela entende o ser humano a partir da noção de inseparabilidade corpo – mente – fluxo energético, tendo como eixo norteador a unidade funcional entre os processos corporais e verbais. Segundo a psicoterapeuta especialista em bioenergética, Cristina Piauhy, trata-se de uma abordagem “que busca fazer uma integração entre a emoção, a mente e o corpo”. Confira a entrevista.

iSaúde Bahia No que se baseia a análise bioenergética? 

Cristina Piauhy - É uma abordagem que busca fazer uma integração entre a emoção, a mente e o corpo. Reconhecendo o indivíduo dentro de um contexto relacional e social.

iSB - De que modo a energia e o emocional estão ligados, sob o ponto de vista da análise bioenergética? 

Cristina Piauhy - Trabalhamos com o conceito de unidade psicossomática, o que ocorre no corpo, ocorre na mente e vice versa.

iSB - A análise bioenergética é indicada para qual(is) tipo(s) de paciente(s)?

Cristina Piauhy - É indicada para o ser humano. Trabalha na prevenção e nos sintomas já instalados buscando a saúde integral.

iSB - Qual o papel da respiração no processo terapêutico? 

Cristina Piauhy - A ampliação da respiração vitaliza o organismo e promove um maior contato com as emoções e a consciência de si.

iSB - Por que "desaprendemos" a respirar da forma adequada? 

Cristina Piauhy - Inibimos a expressão dos nossos sentimentos restringindo a respiração. A pessoa vai desenvolvendo defesas psíquicas frente às repressões e traumas, que correspondem, no corpo, às tensões musculares que, quando se tornam crônicas, restringem de forma inconsciente a mobilidade, vitalidade e expressão.

iSB - Episódios do dia a dia (engarrafamentos, excesso de trabalho, aborrecimentos e imprevistos) podem ser fatores que levam uma pessoa a um desequilíbrio energético? 

Cristina Piauhy - Levam ao desequilíbrio emocional promovendo desequilíbrios energéticos. A bioenergética pode ajudar nesses casos, trabalhando de forma preventiva, através de exercícios de respiração e expressão.

"A pessoa vai desenvolvendo defesas psíquicas frente às repressões e traumas, que correspondem, no corpo, às tensões musculares que, quando se tornam crônicas, restringem de forma inconsciente a mobilidade, vitalidade e expressão".

 

iSB - Diferentemente das terapias tradicionais da psicologia, é verdade que a bioenergética, por ser focada no corpo, não requer que o paciente fale muito durante as sessões? 

Cristina Piauhy - Trabalhamos com o verbal e o corporal. É necessário conhecermos a história do cliente e como essa história afeta o momento atual da sua vida. Após os exercícios corporais também o verbal é importante para dar um significado à expressão.

Compartilhe
 

Redes Sociais