Publicada em 13/06/2019 às 14h34. Atualizada em 13/06/2019 às 14h37

São João: cuidado com a saúde ocular

Fuligem, poeira e fagulha, é bom cuidar dos olhos para evitar problemas maiores.

CONTEÚDO HOMOLOGADO Bahiana
Compartilhe

 

iSaúde Brasil - Quais são os principais problemas oculares, durante o período junino? A poeira pode causar sequelas (quais)?

Marcos Vale – Um problema muito frequente é o contato dos olhos com fragmentos provenientes da queima de fogueiras e fumaça, provocando  sensação de areia e lacrimejamento. Os fragmentos podem causar lesões na córnea ou ficarem aderidos na parte interna das pálpebras, causando vermelhidão e dor ocular. A poeira promove uma irritação nos olhos, semelhante a uma conjuntivite, causando ardor, lacrimejamento e fotofobia, mas normalmente sem deixar sequelas.

Entretanto, os problemas mais graves decorrem dos fogos de artifício, que podem causar queimaduras graves e até perfurações do globo ocular, podendo levar à perda da visão.

iSaúde Brasil - Como prevenir esses problemas e quais os tratamentos?

Marcos Vale – A melhor prevenção é o cuidado nas manipulações dos fogos de artifícios. É preciso manter distância segura das fogueiras se afastando das fumaças. Em caso de acidentes, a orientação imediata é lavar bastante o olho e a região afetada com soro fisiológico ou água corrente, sem esfregar.

iSaúde Brasil - Soluções caseiras podem dirimir a situação? 

Marcos Vale – Evitar automedicação e uso de colírios e/ou pomadas por conta própria. O mais seguro é lavar a região com soro fisiológico ou água corrente e procurar um serviço de emergência oftalmológica 24 horas.

iSaúde Brasil - Quando é necessário buscar atendimento médico?

Marcos Vale – Procurar sempre o serviço de emergência após acidentes com fogos de artifício, sintomas de dores ou irritações  oculares persistentes e principalmente na percepção de embaçamento ou piora da acuidade visual.

iSaúde Brasil - Quais são as principais consequências de queimaduras e como tratar?

Marcos Vale – As queimaduras oculares podem promover principalmente lesões na córnea e nas  pálpebras, podendo, a depender do tipo de dano, causar baixa de visão e até cegueira definitiva.

Compartilhe

Saiba Mais

     

    Redes Sociais